COMBATE À HANSENÍASE: JANAÚBA RECEBE NOS DIAS 08 E 09 DE JULHO O PROJETO RODA HANS || Prefeitura Municipal de Janaúba

Notícias

COMBATE À HANSENÍASE: JANAÚBA RECEBE NOS DIAS 08 E 09 DE JULHO O PROJETO RODA HANS

Projeto contará com carreta itinerante para avaliação de pacientes com suspeitas da doença, que acomete no Brasil por ano mais de 30 mil pessoas.

O Brasil é o segundo país com maior incidência de hanseníase no mundo, atrás apenas da Índia. Segundo o Ministério da Saúde, são diagnosticados em nosso país por ano mais de 30 mil casos da doença, caracterizada por manchas vermelhas, rosas ou brancas e alteração na sensibilidade da pele. Com o objetivo de diagnosticar no município novos casos da doença, estará em Janaúba nos dias 08 e 09 de junho o Projeto Roda-Hans, iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde de Janaúba, em parceria com a Associação Alemã de Assistência aos Acometidos pela Hanseníase e Tuberculose – (DAHW Brasil) e com a Novartis Brasil. O Projeto vem ainda conscientizar a população quanto aos sinais e sintomas da enfermidade, e os profissionais da saúde para qualificação do atendimento nos serviços mantidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a fim de favorecer o diagnóstico precoce dos casos e iniciar o tratamento oportuno da doença.

Na segunda-feira, 08 de julho, os profissionais de saúde do município participarão de treinamento prático para diagnóstico da hanseníase. No dia seguinte, 09, estará estacionada na Praça da Catedral a carreta “Roda Hans”. No veículo, profissionais receberão durante todo o dia pacientes para avaliação de casos suspeitos da doença, que poderão ser encaminhados para realização de exames laboratoriais, ou para tratamento imediato nas unidades de saúde.

Em 2019, além de Minas Gerais, o projeto Roda Hans percorrerá os estados do Mato Grosso do Sul, Bahia, Rio de Janeiro, Espirito Santo e São Paulo, visando contribuir para a erradicação da hanseníase no Brasil.

No passado denominada lepra, a hanseníase é uma doença crônica, transmissível, de notificação e investigação obrigatória em todo o país. Possui como agente etiológico o Micobacterium leprae, bacilo que tem a capacidade de infectar grande número de pessoas e atinge, principalmente, a pele e os nervos periféricos. A doença é transmitida pela tosse ou espirro, por meio do convívio próximo e prolongado com uma pessoa doente, sem tratamento. A hanseníase pode acometer pessoas de ambos os sexos e de qualquer idade. Entretanto, é necessário um longo período de exposição à bactéria, sendo que apenas uma pequena parcela da população infectada realmente adoece.

Os principais sintomas da doença são: manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas, em qualquer parte do corpo com perda ou alteração de sensibilidade térmica (ao calor ou frio), tátil (ao tato) e à dor que podem estar principalmente nas extremidades das mãos e dos pés, na face, nas orelhas, no tronco, nas nádegas e nas pernas.

Além das manchas na pele e alteração de sensibilidade da pele, também são sintomas da doença áreas com diminuição de pelos e suor; dor e sensação de choque, formigamento, fisgadas e agulhadas ao longo dos nervos dos braços e das pernas; inchaço de mãos e pés; diminuição da sensibilidade ou da força muscular da face, mãos e pés; ulceras de pernas e pés; caroços no corpo; febre, edemas e dor nas juntas.