AÇÃO SOBRE HANSENÍASE EM JANAÚBA É REALIZADA COM SUCESSO || Prefeitura Municipal de Janaúba

Notícias

AÇÃO SOBRE HANSENÍASE EM JANAÚBA É REALIZADA COM SUCESSO

A hanseníase, conhecida antigamente como lepra, é uma doença crônica, transmissível, de notificação compulsória e investigação obrigatória em todo território nacional.

Com capacidade de ocasionar lesões neurais, conferindo à doença um alto poder incapacitante, principal responsável pelo estigma e discriminação às pessoas acometidas pela doença. É uma das doenças mais antigas da humanidade. As referências mais remotas datam de 600 a.C. e procedem da Ásia, que, juntamente com a África, são consideradas o berço da doença. Entretanto, a terminologia hanseníase é iniciativa brasileira para minimizar o preconceito secular atribuído à doença, adotada pelo Ministério da Saúde em 1976. Com isso, o nome lepra e seus adjetivos passam a ser proibidos no país.

O Brasil ocupa a 2ª posição do mundo, entre os países que registram casos novos. Em razão da elevada carga, a doença permanece como um importante problema de saúde pública no país. Por isso, a Secretaria Municipal de Saúde de Janaúba realizou no dia 08 de julho/2019 capacitação com os profissionais médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Com presença da Chefe de Gabinete Senhora Maria Helena Mendes Silva Alves, do Secretário Municipal de Saúde enfermeiro Renato Quimas Pereira Lima, da Diretora de Vigilância em Saúde enfermeira Lucélia Pereira Santos Cardoso, da Diretora da Atenção Básica enfermeira Jucilene Cristina Oliveira Reis, além da Referência Técnica de Tuberculose e Hanseníase da Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros enfermeira Siderlany Aparecida Vieira Mendes e da Dra. Maria Kátia Gomes, dermatologista, com experiência de 36 anos em hanseníase, professora convidada do Ministério da Saúde, para ministrar a capacitação e coordenar os trabalhos da carreta Roda-Hans.

No dia 09/07/2019, depois de capacitados, foi feita busca ativa de novos casos num trabalho conjunto com a Novartis Brasil e a Associação Alemã de Assistência aos acometidos pela Hanseníase e Tuberculose, com apoio da Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros. A ação ocorreu na Praça da Catedral, no atendimento de 117 pessoas, para avaliação de manchas, perda de sensibilidade, entre outros sinais ou sintomas que poderiam ser suspeitos da hanseníase. Dos 117 casos atendidos, 04 foram diagnosticados, todos com tratamento já iniciado.

Diagnóstico precoce, com tratamento adequado, significa evitar complicações e prevenir novos casos. Hanseníase: Diagnosticou. Tratou. Curou.